WGSN Supertrends – Parte III

Por Bia Carminati

A essa altura você está cansado de saber, mas não custa repetir: macrotendências são as prospecções de comportamento da sociedade nos próximos anos – como as pessoas vão pensar, viver e produzir. O WGSN, referência global em previsão e análise de tendências, apresentou durante a última edição do SPFW suas Supertrends para os anos de 2015 e 2016: Social Superheroes e Data Divination, que já contamos para vocês. E agora, fechando o trio-maravilha, vem a ultima Supertrend: Everyday Utopias.

 

SUPERTREND #3: EVERYDAY UTOPIAS

Encontramos nossas próprias utopias em realidades mundanas. Buscamos pequenos paraísos no dia a dia. Tiramos os excessos e deixamos apenas o que é essencial, e o amor ressurge como combustível da contemporaneidade.

Essa Supertrend é expressa através de três correntes:

 

VICELESS – valorização da vida simples

Valorização dos elementos fundamentais da vida: o tempo, a simplicidade e o prazer. Força de movimentos como o downshifting, onde sai de cena a artificialidade e fica apenas o que há de mais essencial. Isso se reflete na escolha pessoas que largam tudo e vão morar em cidades pequenas em busca de um estilo de vida mais simples. O blog “Notas Sobre uma Escolha”, por exemplo, narra o dia a dia de uma família que decidiu deixar a vida urbana e se mudar para a Chapada Diamantina/BA .

 

MICRO ADVENTURES – prazer e aventura nas pequenas coisas

Mesmo quem não tem coragem – ou vontade –  de fazer grandes mudanças de vida como no exemplo anterior, enxerga a necessidade de encontrar prazer e aventura nas pequenas coisas. Surge uma mistura de momentos de solidão, escapismo e companheirismo, colecionando experiências divertidas e pontuais durante a vida. Um exemplo é o projeto Place Hacking, do britânico Bradley Garret, que propõe redescobrir os espaços cotidianos ao nosso redor com olhos de aventura.

No Brasil, o WGSN identificou o Festival Psicodália, que acontece anualmente no interior de Santa Catarina, como exemplo desse escapismo momentâneo, uma chance de viver de forma livre por um tempo sem comprometer o restante de suas escolhas diárias.

 

RE’LOVE’UTION – o amor como combustível para a construção de um mundo mais sólido e coletivo.

O amor vira tópico importante na sociedade, que clama pela “revolução do amor” em nossas vidas. O movimento “Mais Amor, Por Favor”, que existe em São Paulo desde 2009, é um exemplo desse desejo coletivo.