';
Tendências de mercado para 2017

Tendências são fundamentais para qualquer nicho de mercado e segmento. Sabemos que os tempos estão mudando, as formas de trabalhar também. As pessoas estão à procura de qualidade de vida dentro de suas rotinas, de seus empregos, com horários alternativos, home offices e novos formatos de empreendimentos. Para manter um negócio ativo ou mesmo se atualizar, é preciso descodificar as tendências do mercado e garantir uma boa posição no mercado. Trouxemos quatro tendências que acreditamos ser importantes para o próximo ano nos negócios e estratégias.

Reconciliação de marcas

Os consumidores estão cada vez mais aptos e firmes para escolher produtos e serviços que atendam suas necessidades corretamente. A tensão social é grande, existe um controle acessível de tudo na Internet e redes sociais. Muitas marcas entenderam que é hora de fazer as pazes com o consumidor e reparar alguns laços. As ações e melhoras das marcas com seus consumidores tem dado resultado e em uma época de compartilhamentos e trocas de experiências, as marcas estão construindo uma nova perspectiva baseada nos valores dos seus consumidores.

A sinceridade é tudo e os valores das marcas se tornaram mais importantes do que nunca. Ser criativo, conectado e ético está à frente do “ter”. As marcas planejam ações para tocar os consumidores, viralizam vídeos de assuntos polêmicos, como racismo, empoderamento feminino, feminismo, homofobia, etc. Marcas abraçam causas diversificadas e ganham notoriedade, deixando para trás alguns deslizes passados.

Um bom exemplo que podemos citar é a Ariel, fabricante de sabão em pó, que produziu um vídeo com a divisão da Índia em que mostra a visão de um pai, na qual observa a filha em casa trabalhando e falando ao telefone, lavando roupa, alimentando o filho, enquanto o marido assiste televisão no sofá. Chocado com a desigualdade entre homens e mulheres, o pai narra uma carta enaltecendo os valores da filha e tomando como exemplo a situação, já que chega de volta à sua casa e assume a lavanderia da casa ao lado da esposa. O vídeo tem mais de 2,5 milhões de visualizações no YouTube.

A marca americana de sorvetes Ben & Jerry´s convidou algumas pessoas com visões políticas diferentes, mas com fortes relações afetivas para uma conversa em São Paulo sobre os acontecimentos políticos no país sobre o governo Dilma.

Pessoas mais inteligentes e saudáveis

O mundo está conectado e globalizado. A causa disso é a maior abrangência de fatos, nada mais fica impune ou desconhecido. Essa nova fase deixa as pessoas mais atentas, mais críticas, mais ligadas à clareza e transparência. A Internet possibilita que qualquer pessoa esteja perto do conhecimento, estude e aprenda on line. Com a inteligência aguçada, marcas e serviços se adaptaram, melhoraram e novos segmentos e nichos apareceram. A consequência é o surgimento de produtos com novos conceitos agregados, que entendam que as pessoas estão por dentro dos seus direitos, procuram por saúde e querem pagar o valor justo por este pacote.

Viver mais, e melhor, é o grande objetivo das pessoas atualmente. Manter o cérebro ativo, estar conectado, alimentar-se bem estão no topo das prioridades. Foi-se o tempo em que a estimativa de vida era ver os filhos crescer e então casarem. Hoje as pessoas querem ver os netos terem netos, querem chegar a terceira idade com saúde plena, praticando exercícios e até trabalhando vigorosamente.

Os novos conceitos e objetivos de vida trouxeram adaptações. Comidas saudáveis, acessibilidade, mobilidade urbana, sustentabilidade, conexão 24 horas por dia. O recado foi entendido e nenhuma grande empresa sobrevive atualmente sem conceitos sustentáveis, transparentes, engajamento social e questões éticas. Para um cartão de visita atual, um bom negócio é pensado para pessoas saudáveis e inteligentes.

Johanna Quaas é a ginasta mais velha do mundo, com quase 90 anos.

Wearables

Podemos entender como wearable o conceito das tecnologias vestíveis, que consiste em dispositivos tecnológicos que podem ser utilizados pelos usuários como peças do vestuário. Os wearables ganham novas funções e cada vez mais as empresas digitais investem na criação de aplicativos para dispositivos como pulseiras, smartwatches e óculos inteligentes, para atender a todo público, dos mais curiosos ao público premium.

Entende-se que estilo de vida das pessoas está ligado diretamente com suas postagens, correspondências eletrônicas e compras on line. Por isso o wearable ganha mais espaço no dia a dia, auxiliando em atividades corriqueiras ou trabalho. Smartphones coletam dados de passos, queima de calorias, padrão de sono, distâncias percorridas diariamente e através delas novos aplicativos entram em ação.

A chegada do wearable pode ajudar nos serviços de saúde, medicina, bem-estar, entretenimento. As barreiras existem, principalmente psíquicas e socioeconômicas para o uso dos wearables. Sem falar da identidade e privacidade invadidas. Estes fatos não intimidam os fabricantes, que pretendem trazer os wearables para facilitar nossas vidas. Tudo dependerá da demanda real pelos serviços oferecidos, trabalhando as diversas barreiras para a adoção final. Caso contrário, somente as empresas se os consumidores irão se render a esta tecnologia.

O smartwatch da Samsung Gear Fit 2 é totalmente conectado com o telefone e auxilia em tarefas de localização, queima de calorias, alarmes, recebimento de e-mails.

Conteúdo para remarketing

O conteúdo está no seu ápice. Fornecer conteúdo relevante é uma das metas principais de empresas e serviços. O remarketing é um conceito usado em anúncios de e-commerces que estimula o retorno do cliente para realizar uma compra que ele abandonou, enviando e-mails ou mensagens em páginas visitadas posteriormente. A união do conteúdo com o remarketing é uma tendência que o mercado vai apostar cada vez mais. Para que o cliente termine sua compra, ou fidelize suas marcas, o conteúdo entra em ação.

Ao invés de levar o cliente de volta à página de compras, os anúncios e e-mails direcionam o usuário para os melhores conteúdos do seu site, entre eles e-books, posts e outros materiais. O principal objetivo é conquistar a conversão do chamado lead, que é a resposta/procura do cliente. Investir em conteúdo relevante, com informações precisas e reais tem sido a meta das empresas.

Relacionar o conteúdo com lifestyle é fundamental para ganhar o consumidor, que acredita apostar em um conceito quando investe em um produto/serviço. Um universo ao redor da marca é construído e explorado, unindo as expectativas dos seus clientes em potencial aos artigos de compra.

Exemplo de remarketing da Centauro: após a visita a um produto, significando intenção de compra, a tela retorna na aba direita de navegação com o mesmo produto.